Características Técnicas
Dados informativos sobre mecânica e projeto do veículo:

Motor:
Rocam Flex
Cilindros: 4 cilindros em linha
Cilindrada: 1.6 L    Válvulas: 8v

Potência:  105 cv @ 5.500 rpm (gas)
111 cv @ 5.500 rpm (alc)
Torque máximo: 14,9 kgmf @ 4250 rpm (gas)
15,8 kgmf @ 4250 rpm (alc)


Dimensões:
Porta-malas: 478L
Tanque de Combustível: 45L
Peso: 1.128 kg

   

Notas do Editor:

Apesar da rotação de torque máximo na linha Fiesta ter subido de 2250 rpm em 2000 (Fiesta Glx - antigo) para 4250 rpm nos dias de hoje e o peso ter aumentado em mais de 100 kg, dirigir o Fiesta Flex (Hatch ou Sedan) é uma tarefa fácil e agradável.

O motor responde com agilidade aos comandos do acelerador e tem força suficiente para manter velocidade mesmo em baixas rotações. A volta do câmbio longo, usado na linha Fiesta 1.6 em 2000~2002, contribui na durabilidade e no consumo do veículo. Decisão acertada por parte da Engenharia Ford.

Positivamente, devemos mencionar:
- Válvula termostática eletrônica, que ajusta a temperatura do motor em função da proporção de combustível utilizado.
- Indicador de falta de gasolina para partida a frio.
- Injeção eletrônica seqüencial com sensor de detonação, que evita pré-detonação na câmara de combustão caso o veículo use combustíveis de baixa octanagem (adulterados ou do mercosul)
- Alta taxa de compressão, que melhora tanto desempenho quanto consumo do motor.

 

Avaliações FORDHP - Início

www.fordhp.com.br